Você nunca foi meu
10:39 | Author: § Tatiana Gerivazo
É como se nesse tempo todo, você ainda pertencesse a ela.
Como se eu fosse só uma fase sua, e que como toda fase, irei passar.
Mas ela não, ela faz parte de você e da sua vida.
Ela pode sumir por algum tempo... Mas volta.
E quando ela enfim voltar, eu vou.
Percorrendo meu caminho e olhando por cima do ombro, só pra me torturar mais.
Só pra ver o quanto você é feliz sem mim.
Só pra ver como foi fácil, mais uma vez, me iludir.
Não me arrependo do que senti por você, apenas de ter criado tantas expectativas.
Mas o que é amar sem criar expectativas? Sem acreditar em eternidade.
Confesso que a todo momento pensava nessa opção.
De estar me afogando novamente no mesmo erro de acreditar que alguém me ama.
Mas justo quando me faço crer o contrario, você resolve me fazer dona da razão.
Odeio estar sempre certa.
Faz com que nunca vá adiante em meus sonhos, nunca viva o que deveria viver e chore só por que não sei o que fazer.
Choro por não conseguir entender, e eu quero tanto entender e achar uma resposta.
Uma maneira pratica e romântica de levar isso adiante e é claro, segura.
Mas perco o chão só de lembrar de como pude me deixar enganar.
Não consigo superar aquele olhar.
Aquele maldito olhar.
Só de pensar que você já olhou para ela como olhava pra mim.
Como eu não percebi? Estou tão envergonhada.
Agora você só tem olhos para ela, e se estes por acaso vem em minha direção são apenas vazios.
Eles nem lembram mais do carinho que te dei, não transbordam mais nossas juras e afagos.
É como se nada nunca tivesse existido.
Você sabe que ela vai te trair de novo, não sabe?
Porque mesmo tendo a consciência disso você vai voltar? Não percebe que essa humilhação a qual você me submete me impedirá de te reconfortar no futuro?
Vou ter que te ver chorar e ignorar.
Não sentir, me fazer de fria.
Mas eu sou bem melhor assim, não é? Fria e sozinha...
Confesso que é muito divertido mudar o caminho o tempo todo só para não dar de cara com as velhas faces.
E de muitas eu já esqueci.
Não creio que vou esquecer a sua, mas eu também não acreditava ser capaz de esquecer os outros.
Segue em frente com ela, quando voltar atrás não vai mais me encontrar.
Não vai ter minhas coxas para molhar.
Nem meu corpo para te consolar.
Pode desistir também da voz macia ao pé do ouvido.
Você não terá mais minhas mãos a contornar o seu rosto e meu olhar perdido no teu.
Sofrerá tanto quanto eu, e nem sequer vai aprender nada com isso.
Só vai se afundar, afogar e mergulhar em si mesmo mais e mais.
E você sabe que estou certa.
|
This entry was posted on 10:39 and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

7 Leitores ativos:

On 9/4/10 12:13 PM , Neto disse...

A dona da verdade! Me deu pena dos personagens; de ambos... :(

Me lembrou a música: "a noiva do cowboy, era você..." :) Tá lindo.

Do sempre seu, (leitor -Q)
Sky :]

 
On 9/4/10 3:34 PM , Anônimo disse...

Adorei o texto, me identifiquei com ele. Muito lindo.!

 
On 9/4/10 5:08 PM , Anônimo disse...

"eu peço, só peço: não calem o que eu não sei gritar"

 
On 9/4/10 5:21 PM , Mari disse...

Lindíssimo texto. Traduziu muuuito bem em palavras o que se passa na vida de muita gente, inclusive os sentimentos. Aaah, tinha que ser a Tati! *-*
Escritora master. ;*

 
On 9/4/10 7:01 PM , helio disse...

Tatiii querida!! adorei viu? como sempre escrevendo muito bem, trasmitindo sentimentos atravez de palavras. E isso é o que mais gosto no que você escreve.
Enfim, to aqui ainda esperando o livrinho que voce disse q ia escrever e iria dedicar a mim rsrsrs
bjo!
by Helhinho ;*

 
On 10/4/10 3:19 PM , Daf disse...

E alguma vez vc já escreveu algum texto ruim? Bem, esse não podia ser diferente '-'
Amei mana, muito bom mesmo
( e eu não sei escrever comentários bem fofinhos :F )

 
On 17/4/10 9:35 PM , Anônimo disse...

Muuuito lindo. Inacreditavel, tão novinha e tão inteligente. Porque não escreve um livro? Iria encantar milhões (;